“OS GOLFINHOS DE NORONHA” no Canal Animal Planet

  |   Notícias   |   0 comentários

Comemorando o Especial Mês da Terra, o Canal Animal Planet apresenta o documentário GOLFINHOS DE NORONHA. A estréia será 3 de abril, às 23h10. Com imagens, direção e narração de João Paulo Krajewski, que também é co-autor do roteiro com José Martins, Coordenador do Projeto Golfinho Rotador.

 

O Projeto Golfinho Rotador é executado pela ONG Centro Golfinho Rotador, tem coordenação do ICMBio e patrocínio oficial da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

 

Esse documentário mostra as ações do Projeto Golfinho Rotador, um marco na conservação marinha brasileira pela tenacidade e dedicação no uso da estratégia do desenvolvimento sustentável do Arquipélago de Fernando de Noronha para conservar o comportamento natural dos golfinhos-rotadores no mais cobiçado destino turístico marinho brasileiro.

 

João Paulo Krajewski revela pelas suas lentes, com belas imagens dos golfinhos-rotadores e de Fernando de Noronha, como os rotadores vivem e como as ações do Projeto Golfinho Rotador são implementadas de forma sinérgica, ao usar os resultados de suas pesquisas científicas sobre a ecologia comportamental dos golfinhos-rotadores e as relações desses animais carismáticos com as pessoas que vivem e visitam o arquipélago por meio de quatro principais programas e suas respectivas abordagens educativas.

 

Imagens subaquáticas, de cima de barco, do Mirante dos Golfinhos, do Forte Nossa Senhora dos Remédios e com drone mostram os comportamentos de descanso, cópula, amamentação, jogos e guarda dos rotadores de Noronha, assim como a interação dos golfinhos com barcos de turismo e peixes.

 

O comportamento de descanso dos rotadores consiste em um lento movimento ascendente-descendente entre a superfície e o fundo das enseadas, com os golfinhos movimentando-se deslizando sobre o fundo de areia formando um “tapete” de rotadores.

 

O comportamento de cópula é mostrado em “close-up”, quando cada fêmea é cortejada por um a dez machos simultaneamente, que nadam em formação triangular atrás dela. O macho mais próximo da fêmea posiciona-se por debaixo da fêmea, que está de ventre para cima, e copula, procedimento repetido sucessivamente pelos machos do subgrupo.

 

A amamentação está detalhada em imagens subaquáticas, quando se percebe que os filhotes se posicionam ao lado de sua mãe e esfregam ou dão pequenas batidas com a ponta do rostro na fenda mamária da fêmea, de onde o leite é expelido.

 

O comportamento de jogo com algas foi filmado de modo a se perceber claramente o aspecto interativo desta aividade. Quando os rotadores ficam pegando e largando pedaços de algas marinhas que flutuam no mar.

 

O documentário registrou os comportamentos de guarda, executados por machos adultos, como acompanhar embarcações e executar atividades aéreas. Os rotadores que estão “de guarda” são os líderes do momento, que, quando deixam de estar “de guarda” executam outro comportamento, como descanso, deixando  a  liderança para  outro rotador, que assumirá a guarda. Sendo assim, a liderança é temporária e compartilhada. Os golfinhos de guarda, bem na frente das embarcações e com o objetivo de dispista-las, são filmados do nível do mar. Mostrando um ângulo de vista inédito, como se o telespectador estivesse dentro da água, ao lado dos golfinhos.

 

As imagem em câmara lenta dos golfinhos saindo fora da água são um show à parte. Muitos acreditam que quando os golfinhos saltam, eles estão apenas se divertindo. Mas isso não é a verdade, pois os saltos, ou seja, as atividades aéreas são utilizadas para comunicação entre eles. As atividades aéreas são saltos e batidas com partes do corpo n’água dos rotadores, que têm a função de sinais acústicos de comunicação, pois cada padrão de atividade aérea produz um ruído e uma turbulência característicos pela reentrada n’água.

 

A interação dos peixes que se alimentam dos regogitos e fezes dos roadores, mostram um novo papel trófico dos rotadores, os de recicladores de energia.

 

Entrevistas e imagens mostram o quanto o Projeto Golfinho Rotador valoriza o turismo de observação de golfinhos, sendo um dos meios de vida da população local e ferramenta de conscientização ambiental dos visitantes.

 

Imagens do Mirante dos Golfinhos, do Forte dos Remédios e da Sede do Projeto Golfinho Rotador mostram a equipe de pesquisa em ação, tanto na coleta como na análise de dados.

 

A atuação dos pesquisadores no Mirante dos Golfinhos e no Forte dos Remédios permite conhecer o trabalho de orientação ao turismo de observação de golfinhos, tanto aos turistas como aos barqueiros.

 

O registro das atividades de Educação Ambiental do Projeto Golfinho Rotador na Escola de Referência em Ensino Médio Arquipélago Fernando de Noronha e em saída de barco com as crianças permite entender a importância deste trabalho fundamental para a longevidade da conservação dos golfinhos e de Fernando de Noronha.

 

Imagens da Sede do Projeto Golfinho Rotador e entrevista com a Presidente do Conselho de Turismo de Fernando de Noronha mostram como o projeto leva a sério a questão da sustentabilidade.

 

Este documentário mostra a importância das ações de pesquisa, educação ambiental e sustentabilidade do Projeto Golfinho Rotador, que busca conservar os golfinhos por meio do desenvolvimento sustentável de Fernando de Noronha desde 1990.

 

Trabalho este realizado em parceria com a comunidade noronhense, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/Ministério do Meio Ambiente e a Escola de Referência em Ensino Médio Arquipélago Fernando de Noronha, com patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

O Projeto Golfinho Rotador é executado pela ONG Centro Golfinho Rotador, tem coordenação do ICMBio e patrocínio oficial da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

 

SEJA AMIG@ DOS GOLFINHOS!

 

Torne-se sócio colaborador para ajudar a pesquisa e conservação dos golfinhos-rotadores e de Fernando de Noronha!

 

Saiba como acessando http://golfinhorotador.org.br/seja-amigo-dos-golfinhos/

Seja o 1º a comentar

Deixe seu comentário