PRESENÇA HUMANA

A ocupação humana de Fernando de Noronha tem oscilado em quantidade e diversidade cultural ao longo dos últimos quinhentos anos.

O registro oficial do descobrimento de Fernando de Noronha é de 10 de agosto de 1503, com o naufrágio de uma das naus da 2ª Expedição Exploradora, da qual fazia parte Américo Vespúcio, que descreveu o episódio.

Em 1988 o Arquipélago foi reanexado ao estado de Pernambuco, na categoria de Distrito Estadual, contrariando a vontade da população noronhense, que, sob o comando do Governador Fernando César Mesquita, mobilizou-se para que Fernando de Noronha continuasse pertencendo à União, mas não conseguiram.